Digite algo para iniciar a pesquisa

ARAPUTANGA – Ponte podre, no Córrego do Bagre, não suportou...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

Por - Tony Carlos A Redação da Folha recebeu, ontem (16/ 01), fotos de uma ponte de madeira, que oferecia grande perigo aos condutores de veículos...

6º CR/PMMT - PM apreende adolescente com drogas e procura...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

A Policia Militar apreendeu na madrugada desta quarta-feira (17.01) na cidade de Cáceres (a 216 km de Cuiabá), a adolescente K.C.M.M, de 14 anos, com cerca de...

PRECIPITAÇÃO - Intensidade das chuvas tem aumentado nos primeiros quinze...

personCidades access_time15 Janeiro 2018

Nos primeiros quinze dias de 2018 as chuvas que precipitaram sobre Araputanga, foram causa de alagamentos em alguns locais que tradicionalmente acumulam maior número de água...

Audio

CAOS URBANO: Vereador Ilídio levanta voz cobrando resultados do Executivo Municipal

home access_time chat_bubble_outlinePolítica
FONTE

Enquanto no Nordeste o povo implora a Deus para que a chuva caia “dos céus”, no Vale do Jauru, particularmente no território do Município de Araputanga devíamos dizer em coro, um sonoro obrigado ao Criador, porque nos abençoa com chuva em abundância.

Todos concordam que não é possível promover melhorias em estradas e tampouco fazer obras urbanas, porém, o descontentamento começa a encontrar eco nas perguntas que sugerem que pouco ou nada estaria  sendo feito a nível do Executivo; se existem ações robustas, a população não consegue perceber o resultado de tais ações, pelo menos até o momento.

Na tarde e hoje a reportagem da Folha de Araputanga ouviu Ilídio da Silva Neto, vereador eleito com o maior número de votos na eleição de outubro/2016; ele se diz decepcionado com as condições que a cidade se encontra. Para o vereador a população não aguenta mais esperar para ver sua cidade em melhores condições. VEJA AQUI O VÍDEO

PROGRAMA

O fiscal eleito pelo povo entende que o Secretariado está perdido e aponta  um programa (sem citar qual), que não estaria rodando nos computadores da Prefeitura e, isso dificulta e impede que a gestão demonstre eficácia.

NÃO TENHO MEDO

Ilídio avisa que ainda não fiscalizou Secretários e, que não é contra o prefeito, mas quer uma equipe que faça a máquina pública funcionar, como por exemplo preparar o maquinário para o trabalho quando a chuva cessar.

Na condição de vereador mais votado, Ilídio disse que o povo lhe faz cobranças incessantemente e, quer melhoria nas condições de  trafegabilidade das Ruas e Avenidas da Cidade; para ele é possível melhorar a sinalização vertical e horizontal e, como criar as faixas de pedestre.

ME AGUARDEM

Pode me aguardar que eu sei como faço com prefeito e secretários. Ilídio declarou “Quero que o Prefeito age porque estou vendo ele parado”; experiente e disposto a trabalhar para levantar Araputanga novamente, o vereador avisa aos gestores “Vou sentar na cadeira de vereador, ainda não falei nada na Câmara, mas,  me aguardem.

IPVA

Dinheiro o município vem recebendo e, bastante. Nos primeiros três meses de 2017 somente a título de IPVA, Araputanga já recebeu R$ 318.577,80 (trezentos e dezoito mil, quinhentos e setenta e sete reais e oitenta centavos).

Se for investido na melhoria da sinalização e, até mesmo como suporte financeiro para tapar buracos de forma emergencial, é possível, com recurso tão vultoso transformar o aspecto  visual e urbanístico da cidade que está desfigurada.

GABINETE ITINERANTE

Na tarde de hoje, o prefeito Joel Marins montou seu “Gabinete Itinerante” para atender ao povo de Botas e região; aproximar do povo é ponto positivo para a Administração, contudo além da Zona Rural que já deveria estar sendo ouvida, de perto, desde a primeira semana de governo, também é preciso arrumar a cidade de Araputanga, como sede do Município. Sem dúvida, quem está praticamente sitiado em seu Bairro, sem condições de trafegar pelas Ruas,  e, as famílias que pedem iluminação pública entre outros serviços prioritários como os da Saúde, pode não estar muito satisfeita com a gestão,  cujo índice de aprovação vai silenciosamente sendo  corroído.

VELHOS PROBLEMAS

Em breve novos problemas sufocarão o grito por trafegabilidade. Questões como o lixão, água, acessibilidade e, obras, vão surgir na lista de preferência do povo que espera há mais de uma década que Araputanga se recupere de seu sono letárgico; estaria a gestão preparada para dar a adequada resposta?