Digite algo para iniciar a pesquisa

ARAPUTANGA – Ponte podre, no Córrego do Bagre, não suportou...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

Por - Tony Carlos A Redação da Folha recebeu, ontem (16/ 01), fotos de uma ponte de madeira, que oferecia grande perigo aos condutores de veículos...

6º CR/PMMT - PM apreende adolescente com drogas e procura...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

A Policia Militar apreendeu na madrugada desta quarta-feira (17.01) na cidade de Cáceres (a 216 km de Cuiabá), a adolescente K.C.M.M, de 14 anos, com cerca de...

PRECIPITAÇÃO - Intensidade das chuvas tem aumentado nos primeiros quinze...

personCidades access_time15 Janeiro 2018

Nos primeiros quinze dias de 2018 as chuvas que precipitaram sobre Araputanga, foram causa de alagamentos em alguns locais que tradicionalmente acumulam maior número de água...

Artigo

Quatro Marcos e Glória D' Oeste têm situação de emergência reconhecida

home access_time chat_bubble_outlineCidades
FONTE

O Ministério da Integração Nacional reconheceu, nesta sexta-feira (28), a situação de emergência em municípios dos estados da Bahia, de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Maranhão, Paraná, Rio Grande do Sul e Sergipe. As cidades foram afetadas por fortes chuvas, enxurradas, seca e estiagem.

Os reconhecimentos federais são decorrentes da estiagem em Andaraí, Guajeru e Quijingue, na Bahia; Claro dos Poções, Cônego Marinho e Lagoa dos Patos, em Minas Gerais; e do extenso período de seca em Porto da Folha, em Sergipe.

A medida também foi concedida aos municípios de Santa Rita do Araguaia, em Goiás; Glória D'Oeste e São José dos Quatro Marcos, no Mato Grosso; e Giruá, no Rio Grande do Sul, que sofrem os efeitos das chuvas intensas. Além de contemplar as cidades de Timon, no Maranhão; Machacalis, em Minas Gerais; Loanda, no Paraná; e São Borja, no Rio Grande do Sul, atingidas por enxurradas.

A medida irá permitir que as prefeituras solicitem o apoio do governo federal para ações de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação das áreas danificadas. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União.

Auxílio emergencial 

Para obter o apoio financeiro disponibilizado pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, os municípios devem apresentar o Plano Detalhado de Resposta (PDR), contendo um diagnóstico dos danos causadospelo desastre, por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID).

Após a análise, se aprovado, o recurso é definido e liberado. O auxílio federal é complementar às ações dos estados e municípios.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Integração Nacional