Digite algo para iniciar a pesquisa

Ação conjunta prende sete criminosos e resgata empresária em Cuiabá

personPolícia access_time18 Novembro 2017

A empresária Milene Falcão Eubank foi libertada às 05 horas da manhã deste sábado (18), em uma casa no bairro Centro América, em Cuiabá. A empresária...

ARAPUTANGA – Lago Azul começa a ser preparado para festividades...

personEspeciais access_time16 Novembro 2017

O vereador Ilídio disse que haverá surpresa

COMBATE À CORRUPÇÃO - MPF obtém prisão preventiva de três...

personBrasil access_time16 Novembro 2017

Atendendo a pedido do Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) ordenou hoje (16) a prisão preventiva dos deputados estaduais Jorge...

Artigo

Polícia Civil prende traficantes que usavam mulheres para entregar drogas no presídio em Pontes e Lacerda

home access_time chat_bubble_outlinePolícia
FONTE

Dois homens e duas mulheres associados para assaltos mediante cárcere privado e tráfico de drogas  foram presos pela Polícia Judiciária Civil do município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste), na tarde de quarta-feira (30.08), em poder de munições, produtos provenientes de crimes e 8 quilos de maconha. Eles vão responder por tráfico de drogas, roubos, posse de munições, receptação e associação criminosa.

Wellingthon Figueiredo de Amigo, 21, conhecido como “Beiço”, já condenado por tráfico de drogas e, Genilson Silva Batista, 25, chamado de “Gordo”, foram autuados em flagrante por posse ou porte de munição de arma de fogo de uso permitido, associação criminosa e corrupção ativa.

Na sequência da prisão da dupla, os investigadores apreenderam 8 tabletes e 100 gramas de maconha na casa de duas mulheres integrantes da quadrilha. As jovens, Yasmin Moura, 18, conhecida por “Anita”, e Andressa de Moura, 23, foram presas em flagrante no bairro Jardim Aliança.

Dentro da casa, os policiais encontraram uma mala preta com 8 tabletes de maconha e mais 100 gramas da mesma substância e uma balança de precisão dentro do armário da cozinha.

Segundo as mulheres, a droga pertenceria aos suspeitos “Beiço” e “Gordo”, e elas eram usadas para levar drogas escondidas no corpo para traficantes presos cadeia da região, relatando que ganhavam R$ 1 mil, para cada transporte. As jovens contaram ainda que a droga entregue em pequenas quantidades, como as 100 gramas que já estavam prontas e embaladas para ser entregue na próxima visita no presídio,

Os traficantes “Beiço” e “Gordo” foram identificados durante trabalho de pronta-resposta aos delitos de roubo. As vítimas da dupla eram mantidas em cárcere, mediante violência ou grave ameaça, para garantir a prática de roubo de bens e valores.

Nas investigações, policiais civis durante levantamentos no bairro Vila Guaporé, o entrarem numa via pública, perceberam dois rapazes que tentaram fugir logo que avistaram aproximação da viatura policial, porém, acabaram contidos. Com eles foram apreendidas várias munições de calibre 22 intactas.

Na ocasião, o suspeito Wellingthon ofereceu dinheiro aos policiais civis para sua  liberação, momento que foi dado voz de prisão ao jovem também pelo crime de corrupção ativa.

Em ato contínuo, a equipe procedeu com diligências na casa do suspeito, sendo no local apreendido diversos objetos sem comprovação fiscal como aparelhos televisores, relógios, celulares, uma motocicleta Tornado  azul, entre outros.

Nas averiguações foi constato que Wellingthon deveria fazer uso de tornozeleira eletrônica, mas não portava o equipamento monitorador. No decorrer das buscas a tornozeleira foi localizada enterrada dentro de um saco plástico, no quintal da casa, próxima ao poço.

Apontados por integrarem uma quadrilha atuante em práticas criminosas, Wellingthon e Genilson foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda, interrogados e autuados em flagrante delito.