Digite algo para iniciar a pesquisa

Ação conjunta prende sete criminosos e resgata empresária em Cuiabá

personPolícia access_time18 Novembro 2017

A empresária Milene Falcão Eubank foi libertada às 05 horas da manhã deste sábado (18), em uma casa no bairro Centro América, em Cuiabá. A empresária...

ARAPUTANGA – Lago Azul começa a ser preparado para festividades...

personEspeciais access_time16 Novembro 2017

O vereador Ilídio disse que haverá surpresa

COMBATE À CORRUPÇÃO - MPF obtém prisão preventiva de três...

personBrasil access_time16 Novembro 2017

Atendendo a pedido do Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) ordenou hoje (16) a prisão preventiva dos deputados estaduais Jorge...

Artigo

PM prende suspeitos de evasão de divisa com mais de R$ 340 mil

home access_time chat_bubble_outlineCidades
FONTE

Dois homens suspeitos de praticar evasão cambial foram presos no final da tarde desta terça-feira (06.06) com cerca de R$ 340 mil reais em dinheiro e R$ 5 mil em cheques. As prisões aconteceram na MT-180, via que liga a cidade de Porto Esperidião a Bolívia.  

Policiais do 1º Pelotão (17º Batalhão – 6º Comando Regional) realizavam rondas pela rodovia quando avistaram um carro modelo Gol, com placa de Várzea Grande, que seguia no sentido da Bolívia. A ordem de parada dada pela guarnição não foi atendida de pronto. Os ocupantes ignoraram os sinais de luz e a sirene da polícia e ainda seguiram da mesma direção por alguns metros. porém parou ao perceber que seriam acompanhados pelos policiais.

Com J.B.B., de 69 anos, e O.J.M.F., de 29 anos, abordados e revistados, nada de ilícito encontrado. Já durante busca veicular, a equipe encontrou um pacote grande de papel filme com dinheiro que somava R$ 340 mil. Questionado sobre a origem, os suspeitos ficaram visivelmente nervosos e não souberam responder.

No carro também foi apreendido R$ 5 mil em cheque. Diante dos fatos os suspeitos foram encaminhados à Polícia Federal de Cáceres.

A evasão de divisa consiste em levar dinheiro para o exterior sem autorização legal, ou seja, não declarado dentro do sistema financeiro. É  um crime previsto no artigo 22 da lei 7.492/86, com pena prevista de dois a seis anos de reclusão.  

Estas prisões fazem parte de Operação Ágata, deflagrada por policiais do 6º Comando Regional, com sede no município de Cáceres.