Digite algo para iniciar a pesquisa

DIAMANTINO - Investigações garantem retorno aos cofres públicos de R$1...

personGeral access_time23 Fevereiro 2018

Aproximadamente R$1 milhão em créditos tributários foram resgatados pelo município de Diamantino após a implementação de providências recomendadas pelo Ministério Público em procedimentos investigatórios que se encontram...

Polícia Civil apreende 118 tabletes de maconha e cocaína no...

personPolícia access_time23 Fevereiro 2018

Mais de 110 tabletes de maconha e porções de cocaína foram apreendidos pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecente (DRE), da Polícia Judiciária Civil,...

OPINIÃO – Aplausos, para gestão que promove melhoria na...

personColunas access_time23 Fevereiro 2018

Por - Sebastião Amorim Quando tomam posse do mandato, entre outras promessas, os eleitos juram trabalhar, sustentar, defender e, promover a qualidade de vida do povo;...

Artigo

JAURU - Após audiência pública, MPE decide requisitar inspeção em sistema de distribuição de energia do município

home access_time chat_bubble_outlineCidades
FONTE

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio das Promotorias de Justiça de Jauru, vai requerer da empresa Energisa a realização de inspeção geral no sistema de distribuição de energia do município. A medida será adotada com base nos apontamentos realizados em audiência pública promovida no dia 31 de maio, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores. 

O evento, realizado pelo MPE, teve como objetivo discutir a qualidade do serviço público essencial de transmissão e distribuição de energia elétrica na cidade. A proposta foi sensibilizar a população local sobre o problema enfrentado todos os anos, principalmente no período das chuvas onde os moradores da cidade sofrem com as constantes quedas de energia que ocasionam prejuízos às pessoas físicas e instituições públicas e privadas. 

Durante a audiência, a engenheira eletricista civil lotada no Ministério Público, Louise Mayumi Júlio, ressaltou que apenas um regulador de tensão não resolveria as falhas de fornecimento de energia no município. Para o promotor de Justiça Daniel Luiz dos Santos a inspeção será fundamental para a identificação dos pontos críticos que precisam de manutenção, revisão ou substituição. 

“Após a inspeção, que deverá ser acompanhada pela engenheira e assistente técnica do Centro de Apoio Operacional as Promotorias (CAOP), será buscada a pactuação de um Termo de Ajustamento de Conduta para a realização da manutenção de equipamentos que se mostre essencial”, acrescentou o promotor. 

Fonte: Ministério Público de Mato Grosso