Digite algo para iniciar a pesquisa

ARAPUTANGA – Ponte podre, no Córrego do Bagre, não suportou...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

Por - Tony Carlos A Redação da Folha recebeu, ontem (16/ 01), fotos de uma ponte de madeira, que oferecia grande perigo aos condutores de veículos...

6º CR/PMMT - PM apreende adolescente com drogas e procura...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

A Policia Militar apreendeu na madrugada desta quarta-feira (17.01) na cidade de Cáceres (a 216 km de Cuiabá), a adolescente K.C.M.M, de 14 anos, com cerca de...

PRECIPITAÇÃO - Intensidade das chuvas tem aumentado nos primeiros quinze...

personCidades access_time15 Janeiro 2018

Nos primeiros quinze dias de 2018 as chuvas que precipitaram sobre Araputanga, foram causa de alagamentos em alguns locais que tradicionalmente acumulam maior número de água...

Artigo

Alimentação para reeducandos custará mais de R$8 milhões em cadeias públicas da região

home access_time chat_bubble_outlineCuriosidades
FONTE

O Governo do Estado de Mato Grosso deve gastar até R$8.017.999,87 (Oito Milhões, Dezessete Mil, Novecentos e Noventa e Nova Reais),  com empresas especializadas em preparação  e fornecimento de alimentação pronta, para atender aos recuperandos e servidores penitenciários plantonistas  das Cadeias Públicas, lotados nas unidades dos municípios: Araputanga, Cáceres, Comodoro, Mirassol D’ Oeste, Pontes e Lacerda, Rio Branco, São José dos Quatro Marcos e, Vila Bela da Santíssima Trindade.

O nome das empresas vencedoras de cada pregão presencial e, a data que o contrato começou a viger estão divulgados na ediçãonº 27090 da Imprensa Oficial do Estado, a partir da página 46.

Todos sabem que um reeducando custa caro à sociedade; para informar o leitor, a Redação da Folha pediu, por e-mail, à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos  - SEJUDH.  Informações quanto à capacidade de cada Unidade Prisional, número atual de reeducandos e, número de servidores em atuação.