Digite algo para iniciar a pesquisa

ARAPUTANGA – Ponte podre, no Córrego do Bagre, não suportou...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

Por - Tony Carlos A Redação da Folha recebeu, ontem (16/ 01), fotos de uma ponte de madeira, que oferecia grande perigo aos condutores de veículos...

6º CR/PMMT - PM apreende adolescente com drogas e procura...

personCidades access_time17 Janeiro 2018

A Policia Militar apreendeu na madrugada desta quarta-feira (17.01) na cidade de Cáceres (a 216 km de Cuiabá), a adolescente K.C.M.M, de 14 anos, com cerca de...

PRECIPITAÇÃO - Intensidade das chuvas tem aumentado nos primeiros quinze...

personCidades access_time15 Janeiro 2018

Nos primeiros quinze dias de 2018 as chuvas que precipitaram sobre Araputanga, foram causa de alagamentos em alguns locais que tradicionalmente acumulam maior número de água...

Artigo

Agente e ex-presidiária são presas por esquema de ingresso de celulares em cadeia de Colíder

access_time chat_bubble_outlinePolícia
FONTE

Uma agente penitenciária e uma ex-presidiária foram presas envolvidas em esquema de corrupção para ingresso de aparelhos celulares na cadeia feminina de Colíder (650 km ao Norte) foram presas nesta terça-feira (05.09), na operação “Corruptus”, da Delegacia da Polícia Judiciária Civil do município.

Agente F.R.S, 40,  e a ex-presidiária S.C.S, 30, tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos e vão responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e outros delitos em apuração ainda.

Conforme o delegado Ruy Guilherme Peral, a agente penitenciária teria lucrado pelo menos R$ 10 mil reais com ingresso de aparelhos celulares na cadeia local. Os aparelhos eram comercializados pelo valor de R$ 1,5 a 2,5 mil, dependendo se tinha ou não instalado o aplicativo whatsapp.

A ex-presidiária recebia os depósitos bancários e fazia o repasse à servidora pública. Conforme a investigação, as encomendas eram feitas pelas presas. Uma reeducanda com trânsito livre da unidade prisional fazia a ponte, passando de cela em cela recolhendo os pedidos. Os aparelhos eram adquiridos e entravam dentro de pacotes de absorventes.

 Fonte: PJC/MT